Uma massa de ar veio da direita
uma massa de ar veio da esquerda
você soprou do lado errado

"as crianças não servem para nada"
eu perco com as crianças
você ganha
você me perdeu com as crianças
você não está ganhando

as crianças se perderam com os bolsos lotados


você me perdeu como as crianças

Comments

Anonymous said…
que sonhos
levitantes said…
o primeiro videoarte da historia!
nam june paik, nome do cidadao.
imâ que distorce a imagem da tv!

tb com saudades.. to indo pro rio em breve, talvez passe em sao paulo, pois vou acompanhar a alice que vai de carro! sipá nos vemos aí!
bjinhos
Dirceu Villa said…
Fabienne,

muito bom o poema. E aquela tua história na Galeria Vermelho? (ou num tinha história nenhuma e eu estou bêbedo? Hahahahaha).

Kisses,

D.